CLaete colaboradora

Claete Brito Koch

Idealizadora, criadora e presidente do Projeto Mãe de Leite. Conselheira em Aleitamento Materno pelo IBFAN Portugal. Código Internacional de Marketing de Substitutos do Leite Materno pelo IBFAN Portugal. Aleitamento Materno pelo Hospital Regional Materno Infantil de Imperatriz, Maranhão. Formada em Letras pela UEMA.
Apaixonada por tudo que envolve aleitamento materno, foi através da dor que aprendi a amar e principalmente a me aceitar dentro de uma maternidade que ninguém me contou sobre ela.
Casada e mãe de duas meninas que me ensinaram que amamentar é um ato aprendido e que a maternidade não é tão simples e nem tão acolhedora como desejamos, mas com certeza a melhor coisa que podia ter me acontecido.
Foi com esse projeto que venci meu maior fantasma: a culpa de não ter amamentado. E também onde aprendi a me perdoar por não ter tido apoio e informação certa quando mais precisei. Foi com o Mãe de Leite que aprendi a ver que assim como eu, havia milhares de mulheres passando pela mesma fragilidade que eu passei, pela mesma pressão psicológica da família para se render à fórmula como único caminho e ver também como nós mulheres somos solitárias no puerpério.

 

denise perfil

Denise Castro

Profissional das Letras em Língua e Literatura Portuguesa, autora do site O Beabá da Escrita e do blog Letrartes, aderiu ao projeto Mãe de Leite em 2015, porque além de amar escrever, também viveu as dificuldades da amamentação com sua primeira e única filha. Logo, com o objetivo de auxiliar outras mães a realizar seu desejo de amamentar sem medo e sem tabus, foi convidada a assumir o cargo de vice-diretora, na função de administrar, dentre outras coisas, a Revisão e a Escrita dos textos do Mãe de Leite para que, dessa forma, as pesquisas e os referenciais teóricos garantam a exposição científica sobre o Aleitamento Materno, todavia em uma linguagem acessível a todas que precisem de apoio neste momento tão delicado e ao mesmo tempo tão humano.

“Amamentar vai além do nível de escolaridade, ultrapassa suas ideias pré-concebidas sobre o ser e a vida. Isto ficou claro quando tive minha filha em meus braços e percebi que não era simplesmente “dar o peito”… para lhe oferecer minhas gotinhas de amor eu deveria conhecer melhor o meu corpo e suas funções e entender ela, a minha pequena naquele momento pós ventre, o que é normal e o que não é, o certo e o errado, pega, bicos e tantas outras informações… A vida é muito curta para lamentações, não podemos corrigir o passado, mas acredito no poder de contribuir para um grande amanhã, isto é o que me motiva a ser Mãe de Leite e o que me acalenta.”

 

Fernanda Rocha Pontual Perim

Fernanda Rocha Pontual Perim

Psicóloga e mãe, me apaixonei pelo trabalho de Laura Gutman e resolvi estudar mais. Hoje, além de estudar muito o trabalho dela, faço formação com ela e atendo famílias da concepção à criação. E meu blog foi criado para divulgar minhas descobertas desbravando esse universo, dando dicas e ensinando o que a autora levou anos para aprender. Sinto-me honrada de participar do projeto Mãe de Leite, por achar essencial informações de confiança chegarem às mães para além da experiência de outras mães!

 

Lea Azevedo

Lea Azevedo

Turismóloga por profissão, viajante por paixão. Interesso-me por tudo que me diverte e o bom é que não precisa ser nada sofisticado, complicado ou dispendioso. Em 2012, causei uma grande tristeza aos meus amigos e familiares ao decidir deixar meu país para viver na Alemanha. Tudo por amor. Não amor à Alemanha, e sim pelo meu marido que é alemão. Tenho 41 anos e estou em busca de realizar o desejo de ser mãe. Nessa etapa, o Mãe de Leite está exercendo um papel fundamental. Ao abraçar a causa do Mãe de Leite, sinto-me também abraçada, acolhida e, além disso, com o apoio e as informações que são disponibilizadas, sinto-me mais segura em me lançar nessa jornada da maternidade.

 

Danielle Klein Mello

Danielle Klein Mello

Gaúcha natural de Porto Alegre/RS, sou uma pessoa muito receptiva e comunicativa, mas um tanto quanto sentimental. Curti, aprendi e vivi até meus 27 anos no Brasil, onde cursei a faculdade de Fonoaudiologia e trabalhei em várias áreas, entre elas adaptação com aparelhos auditivos e terapia de linguagem.
Foi no Brasil que conheci meu grande e eterno amor, meu marido. Em 2007 aceitamos o desafio de morar na Alemanha, o que para mim não foi uma tarefa muito fácil, mas muito desejada. No ano de 2010 veio ao mundo nossa filha, nosso pedaço mais precioso. Com a chegada dela tivemos muitos aprendizados e discussões, mas amadurecemos muito.
Quatro anos depois, em 2014, a família cresceu com a chegada do nosso guri, e com ele novos desafios, frustrações e muita tolerância foram acrescentados à receita familiar. Hoje, após 8 anos morando na Alemanha, posso dizer que estou bem adaptada e feliz com a minha nova vida. Vivi e vivo intensamente cada dia, cada momento e cada desafio que surge na vida materna. Muitos obstáculos surgiram durante a gestação por causa do idioma e da cultura diferente da minha, mas foram superados com a ajuda de profissionais e amigos.
Tenho guardado na memória muitas experiências, as quais gosto de compartilhar. Esse é o maior motivo para eu querer contribuir com o Mães de Leite, pois acredito que somos mães/mulheres capazes de superar desafios muitas vezes inimagináveis. A troca de experiência e o apoio é muito importante e nos fortalece em momentos frágeis, como na amamentação. Minha contribuição será profissionalmente, mas mais que isso, colocarei em cada texto um toque de amor para que todos consigam desfrutar intensamente dos momentos, assim como eu desfrutei.

Lorena

Lorena Oliveira

Enfermeira graduada pela Universidade Federal de Uberlândia. Diante a todas as disciplinas expostas durante a sua graduação, a qual mais lhe interessou e despertou o seu interesse em criar um blog com o intuito de evidenciar assuntos interligados a gravidez e cuidados com o recém-nascido foi saúde da mulher. Desde então, realizou cursos para aperfeiçoar seus conhecimentos referentes ao universo materno. Almeja auxiliar mães e gestantes através do seu espaço virtual “Blog da Lô em: Gravidez Baby” nos cuidados imprescindíveis ao decorrer da gravidez e após o parto, além do nascimento e desenvolvimento diário do recém-nascido. Entretanto, argumenta que o seu foco principal é disseminar muitas informações importantes acerca do aleitamento materno. Por esse motivo, se sentiu lisonjeada em participar do Mãe de Leite, onde poderá compartilhar muitas dicas valiosas sobre a real dificuldade em amamentar.

Isabela Gomes Perrucci

Isabela Gomes Perrucci

Fonoaudióloga vivendo na Suíça, com especialização em Linguagem.
Atualmente trabalha na área de Português como Língua de Herança, pois nossa língua e nossa cultura é um legado muito forte para os brasileiros que vivem fora do país!
Aprendendo continuamente com o Mãe de Leite!

sem foto de perfil

Andréa Pereira da Fonseca

Engenheira Agrônoma, é casada e mãe da Alice e do Gustavo e uma apaixonada pelo tema amamentação. Depois da experiência de um desmame precoce da primeira filha por falta de informação, tomou as rédeas na segunda gestação e preparou-se para a amamentação prolongada. Lutou e reverteu sozinha um quadro de mastite, contra a falta de apoio da família e o desencorajamento do pediatra. Com o acolhimento do Mãe de Leite, acreditou que era capaz de nutrir seu filho e seguiu amamentando exclusivamente e em livre demanda até os seis meses e, após, mantém a amamentação prolongada associada a uma alimentação saudável e balanceada.
O convite para fazer parte do Mãe de Leite acendeu uma chama de boa vontade e de doação para ajudar outras mães, apoiando e auxiliando nas diversas fases deste processo tão simples e que muitas vezes torna-se tão complexo e delicado, cheio de medos e insegurança.