Campanha Nacional de Doação de Leite Materno

 

Apesar de sermos referência mundial no pioneirismo em coleta, armazenamento, apoio a mulher que amamenta e uso de leite materno em prematuros, infelizmente ainda faltam campanhas de qualidade para que TODAS as mães saibam da importância da doação de leite humano e da sua capacidade de doar. Um dos fatores que mais atrapalham a doação de leite materno, sem dúvida, é a falta de conhecimento que esse serviço é um direito seu, tanto de doar, quanto de receber leite materno caso seu bebê nasça prematuro e precise se alimentar enquanto ele estiver no hospital, sem necessidade nenhuma do uso de fórmulas, mas para isso é necessário que saibamos da importância de fazer a doação e de como proceder.

Lembro que minha dúvida maior era com relação à quantidade, pois uma vez vi essa foto e me perguntei se seria possível de uma só vez encher um pote assim. E para minha surpresa, essa é uma dúvida comum e que faz muitas mulheres deixarem de doar por pensar que quantidade é sinônimo de qualidade, seu leite independente da quantidade que você ordenhou,  jamais vai deixar de ter a qualidade e funcionalidade de salvar vidas, entenda que você não doa só leite, você doa vida a uma criança,  apoio e força e esperança a uma mãe que muitas vezes está apenas querendo ter o filho nos braços e naquele momento não pode. Seja propagadora de esperança e amor, imagine que com a ajuda do seu leite essa mãe terá muito mais cedo o filho dela nos braços e o melhor de tudo, você teve um papel muito especial nisso. Que orgulho não é?

Bildschirmfoto 2016-04-18 um 18.24.56

 

Vamos doar vida, amor, apoio e força! Tudo isso em um potinho que cabe na palma da mão.

Tenho muito leite. Posso doar? E pra onde vai o meu leite?
Claro! Existem muitas cidades brasileiras que possuem bancos de leite, algumas vezes dentro das próprias maternidades. O leite doado vai para bebês prematuros ou que necessitam de tratamento intensivo e estejam internados.

Os requisitos principais para se doar leite humano são:
– Comprovar seu estado de saúde através de exames do pré e pós-natal;
– Não usar medicamentos nem drogas lícitas ou ilícitas, para isso na hora do exame você deve falar todos os remédios dos quais você faz uso;
– Possuir excesso de leite;
– Estar disposta a ordenhar e doar o leite excedente.

Como doar?
Para doar, primeiro, entre em contato com um Banco de Leite Humano. Em algumas cidades, o Corpo de Bombeiros faz a coleta em sua residência.

Clique aqui e encontre o banco de leite humano mais próximo de você. 

DOAR LEITE MATERNO É UM GESTO QUE SALVA VIDAS.
QUALQUER QUANTIDADE É IMPORTANTE.

O leite materno é importante para todos os bebês, principalmente para os que estão internados e não podem ser amamentados pela própria mãe. Por isso, se você está amamentando, seja uma doadora e ajude a quem precisa. Qualquer quantidade é importante. Procure o Banco de Leite Humano mais próximo ou ligue para o Disque Saúde 136. Seu gesto significa vida para uma criança.

Como fazer a doação?

Para doar leite materno, é só seguir este passo a passo:

Preparo do frasco para guardar o leite.

  • Lave um frasco de vidro de boca larga com tampa de plástico (do tipo café solúvel), retirando o rótulo e o papel de dentro da tampa.
  • Coloque o frasco e a tampa em uma panela, cobrindo-os com água.
  • Ferva-os por 15 minutos, contando o tempo a partir do início da fervura.
  • Escorra-os com a abertura voltada para baixo, sobre um pano limpo, até secar.
  • Feche o frasco sem tocar com a mão na parte interna da tampa.
  • O ideal é deixar vários frascos preparados.

Higiene pessoal antes de iniciar a coleta.

  • Use uma touca ou um lenço para cobrir os cabelos.
  • Coloque uma fralda de pano ou uma máscara sobre o nariz e a boca.
  • Lave as mãos e os braços até os cotovelos com bastante água e sabão.
  • Lave as mamas apenas com água.
  • Seque as mãos e as mamas com toalha limpa.

Local adequado para retirar o leite.

  • Escolha um lugar confortável, limpo e tranquilo.
  • Forre uma mesa com pano limpo para colocar o frasco e a tampa.
  • Evite conversar durante a retirada do leite.

Saiba como retirar o leite das mamas.

  • Massageie as mamas com a ponta dos dedos, fazendo movimentos circulares no sentido da parte escura (aréola) para o corpo.
  • Coloque o polegar acima da linha em que acaba a aréola.
  • Coloque os dedos indicador e médio abaixo da aréola.
  • Firme os dedos e empurre para trás, em direção ao corpo.
  • Aperte o polegar contra os outros dedos até sair o leite.
  • Despreze os primeiros jatos ou gotas.
  • Em seguida, abra o frasco e coloque a tampa sobre a mesa, forrada com um pano limpo, com a abertura para cima.
  • Colha o leite no frasco, colocando-o debaixo da aréola.
  • Após terminar a coleta, feche bem o frasco.

Como guardar o leite coletado?

  • Anote na tampa a data e a hora em que realizou a primeira coleta do leite e guarde imediatamente no freezer ou no congelador o frasco fechado.
  • Se o frasco não ficou cheio, você pode completá-lo em outro momento.
  • Para completar o volume de leite no frasco já congelado, utilize um copo de vidro previamente fervido por 15 minutos. Após a fervura, escorra-o, com a abertura voltada para baixo, sobre um pano limpo, até secar.
  • Coloque o leite recém-extraído sobre o que já estava congelado até faltarem dois dedos para encher o frasco.
  • Guarde imediatamente o frasco no freezer ou no congelador.
  • Após a extração em que o frasco de vidro esteja completo, a mãe deve ligar para o Banco de Leite Humano. Se em 10 dias após congelar o primeiro leite o frasco não estiver completo, a mãe poderá ligar para o Banco de Leite Humano e fazer a doação, pois qualquer quantidade é importante.

Como conservar o leite coletado?

O leite humano extraído para doação pode ficar no freezer ou no congelador da geladeira por até 10 dias. Nesse período, deverá ser transportado ao Banco de Leite Humano.

Você sabia?

  • A produção do leite depende do esvaziamento da mama, por isso, quanto mais a mulher amamenta ou esvazia as mamas, mais leite ela produz.
  • Todo leite doado é analisado, pasteurizado e submetido a rigoroso controle de qualidade antes de ser ofertado a uma criança.
  • Todo leite descongelado não deve ser congelado novamente.
  • 1 litro de leite materno doado pode alimentar até 10 recém-nascidos por dia. Dependendo do peso do prematuro, 1 ml já é o suficiente para nutri-lo cada vez em que ele for alimentado.
  • Bebês que estão internados e não podem ser amamentados pelas próprias mães têm a chance de receber os benefícios do leite materno com a sua doação. Com ele, a criança se desenvolve com saúde, tem mais chances de recuperação e fica protegida de infecções, diarreias e alergias.

O Banco de Leite Humano (BLH) é responsável pela promoção do aleitamento materno e execução das atividades de coleta, processamento e controle de qualidade do leite produzido nos primeiros dias após o parto (o colostro), leite de transição e leite humano maduro, para posterior distribuição para os recém-nascidos internados sob prescrição do médico ou nutricionista.

O modelo do Banco de Leite Humano Brasileiro é referência internacional e, desde 2005, o Brasil exporta técnicas de baixo custo para implementar bancos de leite humano em 25 países da América Latina, Caribe Hispânico, África Portuguesa e Península Ibérica.

Se você está amamentando ou quer mais orientações, procure o Banco de Leite Humano mais próximo ou ligue para o Disque Saúde 136. Seja uma doadora.

Espero que com essas dicas você possa vencer o medo e entenda que não é preciso ordenhar uma grande quantidade de leite de uma só vez, e mesmo não produzindo um pote cheio no começo, você não precisa desanimar, leite materno é como amor, quanto mais doamos, mais temos, seu leite só tende a aumentar a cada dia.

Fonte: Ministério da Saúde, Campanha Nacional de Doação de Leite Materno. Disponível em: <http://portalarquivos.saude.gov.br/campanhas/doacaodeleite/index.html> Acesso em: 20 jun.2015.

Share This Post

Write a Comment!

Your email address will not be published. Required fields are marked *