paixabay-shc9607

Derrubando mitos: Amamentar faz os cabelos cairem?

Muitas mulheres acham que amamentar faz os cabelos caírem, e já começam a pensar em fazer o cofrinho para a peruca dos sonhos, mas quem teve parto normal passa pelo mesmo sufoco, o problema é que quem não amamentou e quem teve parto cesárea também está no mesmo barco, sabe por quê?

Assim como todos os animais e plantas, os fios do nosso cabelo seguem um ciclo: nascer, crescer e por fim morrer, no caso do cabelo, cair. O cabelo, ao cair, passa a ser substituído por outros fios que vão crescendo de forma simultânea, mas durante a gravidez esses fios passam a não cair, é uma forma inteligente da natureza deixar a mulher mais atraente já que a preocupação dela será agora voltada para a espera do filho. Por isso que as grávidas tem uma pele e um cabelo mais brilhante e sedoso do que quando não estão grávidas.

Explicando cientificamente, esses fios durante a gravidez ficam em estado de repouso, e esse processo consiste em um intervalo que dura toda a gestação, esse tempo que o cabelo fica em repouso chama-se eflúvio telógeno que praticamente paralisa a queda natural do cabelo e não tem nada a ver com o tipo de parto que você teve ou se amamentou ou não. E nem por falta de vitamina ou por estar amamentando demais ou se está demasiadamente cansada, esgotada e estressada.

Essa queda brusca costuma durar até seis meses depois do parto, por isso temos a tendência de pensar que foi por causa do parto ou pelo fato de estarmos amamentando, e esse susto se dá pelo fato de todos os fios que estavam em repouso estarem agora acordando do seu sono de beleza (da pausa) e se renovando, dando lugar a novos fios. Não se preocupe, em cada fio que cai nasce um fio novo, basta ter paciência e esperar crescer. Não precisa ficar achando que será a nova careca fashion do momento, apesar de causar uma certa aflição.

Eu sei o quanto isto causa um certo medo de ficar careca, mas é um fenômeno comum a todas as mulheres e volta a se normalizar por volta de 1 ano. Caso você ainda esteja preocupada e queria saber mais a respeito, visite um dermatologista e “força na peruca.”

Referencial teórico:

GONZÁLEZ, Carlos. Manual Prático do Aleitamento Materno. São Paulo: Editora Timo, 2014.

Share This Post

Comments

Priscila
August 3, 2016
Obrigada por esclarecer. Eu sempre achei que a queda estava relacionada a amamentacao.

Write a Comment!

Your email address will not be published. Required fields are marked *