Category: Maternidade

Que mãe sou eu no dia das mães?

Eu sou a mesma mãe que passa o ano inteiro bombardeada de olhares por cada ação que faço com meu filho, mesmo que essa ação seja de acordo com os órgãos de saúde;
Eu também sou aquela mãe que todos os dias, acorda com a missão de tentar ser a melhor mãe que posso ser, mas nem sempre consigo. Por que maternar sem aldeia é difícil.  Cuidar de tudo sozinha, cansa. Não poder atribuir tarefas a outras pessoas, me desgasta. Ser cobrada o tempo todo, tira minha confiança em mim mesma.

Read More
Amamentação - Toda mulher nasce sabendo amamentar?

Amamentação – Toda mulher nasce sabendo amamentar?

“Contrariamente à crença popular, colocar o bebê para mamar no peito não é uma habilidade inata da mãe, mas sim uma habilidade aprendida que se adquire pela observação e experiência”
(Woolridge- M, 1986)

Quantas mães e quantos bebês vocês conhecem que nascem e conseguem mamar perfeitamente?
Eles existem, mas são raros.

Quando engravidei da minha primeira filha, eu também achei que ela sairia da barriga e viria para o peito. Achei que ela faria uma pega perfeita e mamaria lindamente aquele leite de transição em abundância, que não precisa me preocupar, afinal, eu achava que era automático.

Read More
Homosexualidade

Homossexualidade e amamentação, amor em cores

Homossexualidade e amamentação, o que podemos aprender em termos de amor e respeito ao outro?

Homossexualidade é um assunto que sempre causa polêmica. Sem duvidas, todas vocês que acompanham o Mãe de Leite, sabem da importância do aleitamento materno e de todas as demais temáticas que a página vem trazendo, pra que vocês possam se tornarem mães cada vez melhores, e para se tornar uma mãe ainda melhor, o tema LGBT não poderia ficar de fora dos assuntos abordados.

Read More
Desmame

AMAMENTAÇÃO COM DESMAME NATURAL: POR TODAS AS RAZÕES. E POR MAIS UMA…

A Maria nasceu pequenina. Muito pequenina. Às 34 semanas, já não estava a crescer na barriga, e foi preciso nascer. Num parto relâmpago, nasceu com apenas 1,330 kg. Foi para a incubadora, durante uns dias. Ao 5º dia, pude finalmente pegar nela, e tentar amamentar. E correu bem. Correu logo bem, era por aquilo que ela tinha esperado estes longos dias. Viemos para casa ao fim de 21 dias, e a amamentação continuou, tranquilamente. Sempre sem grandes aumentos de peso, mas o suficiente para ninguém duvidar que era por ali o caminho. Aos 12 meses, pesava 6,400 kg. Análises para confirmar que estava tudo bem, detectaram uma anemia ligeira, prontamente combatida com sucesso. E por aí fomos, crescendo devagarinho, desenvolvendo normalmente. Os 2 anos chegaram e passaram, tínhamos cumprido as recomendações da OMS, amamentar por um mínimo de 2 anos, sempre que possível. Agora, seria até ela querer.

Read More