Que mãe sou eu no dia das mães?

Eu sou a mesma mãe que passa o ano inteiro bombardeada de olhares por cada ação que faço com meu filho, mesmo que essa ação seja de acordo com os órgãos de saúde;
Eu também sou aquela mãe que todos os dias, acorda com a missão de tentar ser a melhor mãe que posso ser, mas nem sempre consigo. Por que maternar sem aldeia é difícil.  Cuidar de tudo sozinha, cansa. Não poder atribuir tarefas a outras pessoas, me desgasta. Ser cobrada o tempo todo, tira minha confiança em mim mesma.

Amamentação - Toda mulher nasce sabendo amamentar?

Amamentação – Toda mulher nasce sabendo amamentar?

“Contrariamente à crença popular, colocar o bebê para mamar no peito não é uma habilidade inata da mãe, mas sim uma habilidade aprendida que se adquire pela observação e experiência”
(Woolridge- M, 1986)

Quantas mães e quantos bebês vocês conhecem que nascem e conseguem mamar perfeitamente?
Eles existem, mas são raros.

Quando engravidei da minha primeira filha, eu também achei que ela sairia da barriga e viria para o peito. Achei que ela faria uma pega perfeita e mamaria lindamente aquele leite de transição em abundância, que não precisa me preocupar, afinal, eu achava que era automático.

Por que entendemos tão pouco de amamentação

Por que entendemos tão pouco de amamentação?

Até o momento você provavelmente já ouviu que amamentar é bom. Mulheres ouvem o mantra “peito é melhor” praticamente desde a concepção – tanto a Organização Mundial de Saúde quanto a Academia Americana de Pediatria recomendam amamentação exclusiva por seis meses. Com este tipo de endosso, que exige um gigantesco compromisso com o qual qualquer mãe que amamenta concorda, você imaginaria que sabemos absolutamente tudo sobre esta prática.

Na realidade não sabemos. E não estamos nem perto disso.

Homosexualidade

Homossexualidade e amamentação, amor em cores

Homossexualidade e amamentação, o que podemos aprender em termos de amor e respeito ao outro?

Homossexualidade é um assunto que sempre causa polêmica. Sem duvidas, todas vocês que acompanham o Mãe de Leite, sabem da importância do aleitamento materno e de todas as demais temáticas que a página vem trazendo, pra que vocês possam se tornarem mães cada vez melhores, e para se tornar uma mãe ainda melhor, o tema LGBT não poderia ficar de fora dos assuntos abordados.